Como a qualidade do esperma afeta a sua capacidade de engravidar?

A qualidade do esperma está caindo e essa pode ser uma das causas da sua dificuldade para engravidar. Saiba mais sobre o estudo da Unicamp que revelou esta tendência.

Em um estudo realizado recentemente pela Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), a bióloga Anne Ropelle observou que a qualidade do esperma vem caindo drasticamente nos últimos 30 anos. Ela cita como exemplo a concentração seminal, que caiu de 86,4 milhões de espermatozoides por mililitro (ml) no período de 1989 a 1995 para 48,32 milhões/ml entre 2011-2016.

Já a porcentagem de espermatozoides com boa motilidade baixou de 47,6% para 35,9%. Apesar da evidente queda nos índices, a bióloga afirma que os números estão dentro dos limites considerados saudáveis pela OMS – a Organização Mundial de Saúde.

Mesmo assim, é possível identificar alguns fatores que contribuíram para estes resultados. Entre eles, estão:

– poluição ambiental,
– sedentarismo,
– tabagismo,
– alcoolismo,
– obesidade,
– estresse,
– consumo de anabolizantes,
– uso de drogas ilícitas.

 

Por isso, a Clínica Vivitá reforça a importância da mudança no estilo de vida para todos os seus pacientes, não só aqueles que estão tentando engravidar. Quando incorporados na sua vida desde cedo, a prática de atividade física, a alimentação saudável e a substituição de hábitos nocivos por bons hábitos são de extrema importância para garantir a qualidade dos espermatozoides (no caso dos homens) e dos óvulos (no caso das mulheres) e ajudam o casal a engravidar de maneira mais rápida. Já para os casais que estão tentando engravidar imediatamente e ainda não têm um estilo de vida saudável, a recomendação é que a mudança comece a partir de agora.

 

Tem dúvidas? Envie sua pergunta para a gente!

Ainda tem duvida? Clique aqui e saiba mais.