Já ouviu falar em hidrossalpinge?

Conheça essa doença e saiba como ela pode interferir na vida reprodutiva das mulheres.

Muitas mulheres que estão tentando engravidar podem se deparar com o diagnóstico de hidrossalpinge. O nome complexo assusta, mas traduzindo de maneira simplificada, a hidrossalpinge é um acúmulo de líquido em uma ou nas duas trompas uterinas, o que que impede que a fertilização do óvulo ocorra de maneira natural.
Além de ficar acumulado em uma ou nas duas trompas, esse líquido também pode “cair” no útero, o que dificulta que um óvulo fecundado se fixe no endométrio, impedindo que a gravidez aconteça.
Por estes motivos, ao ser diagnosticada com hidrossalpinge, a mulher deve passar por um procedimento cirúrgico de desobstrução das trompas para que a gravidez ocorra naturalmente ou, em casos mais extremos, pode ser necessária a remoção das trompas.
Nesse último caso, ainda assim é possível que a paciente consiga engravidar através do método de fertilização in vitro. O mais importante é sempre consultar um médico especialista para buscar o tratamento adequado para o seu caso.

Ainda tem duvida? Clique aqui e saiba mais.