Você sabe o que é reserva ovariana?

Ter filhos após os 30 anos de idade é uma realidade cada vez maior na sociedade em que vivemos. Segundos dados do IBGE, em 2015, 31% dos recém-nascidos tinham pais…

Ter filhos após os 30 anos de idade é uma realidade cada vez maior na sociedade em que vivemos. Segundos dados do IBGE, em 2015, 31% dos recém-nascidos tinham pais entre 30 e 39 anos.

Muitos são os fatores que tem levado as pessoas a ter filhos depois dos 30 anos, mas uma fator que muitas pessoas não colocam na balança é que com o passar dos anos ocorrem mudanças biológicas significativas que podem dificultar a gravidez.

Dentre os fatores biológicos feminismo esta a reserva ovariana, ou seja, a quantidade de óvulos que está disponível nos ovários da mulher.

Toda mulher nasce com uma quantidade de óvulos determinada. Com o passar dos anos as mulheres vão perdendo estes óvulos. Isto porque quando os óvulos estão maduros eles são liberados pelo ovário e não ha nada que impeça.

Da primeira menstruação até os 30 anos, a fertilidade da mulher se mantém estável. Entre 30 e 35 anos ocorre uma pequena queda. E após os 35 a queda é considerável.

Pode-se dizer que uma mulher com 37 anos já perdeu quase toda a sua reserva ovariana. Mas como cada corpo tem as suas características biológicas, isto pode ocorrer antes ou depois.

Além da quantidade de óvulos outro fator que influencia é a qualidade dos óvulos. Óvulos mais “velhos” costumam apresentar defeitos genéticos, o que dificulta o desenvolvimento do embrião.

É por isso que, se você pretende ter filhos após os trinta e poucos anos, deve ter cuidado com este fator reprodutivo. E se este é o seu caso, fazer uma avaliação da sua reserva ovariana é uma atitude prudente.

A reserva ovaria pode ser medida por três exames simples, dois são de sangue e um é por imagem. A partir destes exames o médico pode determinar a quantidade dos seus óvulos.

Prevenir é sempre a melhor decisão.

Ainda tem duvida? Clique aqui e saiba mais.