Endometriose

Causas da infertilidade

A endometriose é uma das doenças mais comuns encontradas nas clínicas de reprodução humana. Ela é caracterizada pela presença do endométrio fora da cavidade uterina.

útero com endometrioseA endometriose é uma das doenças mais comuns encontradas em clínicas de reprodução humana. Ela se caracteriza pela presença do endométrio fora da cavidade uterina.

Fora do útero, o endométrio causa reações inflamatórias intensas e, como resultado, a maioria das pacientes apresentam cólicas menstruais e dores durante a relação sexual.

O processo inflamatório provocado pela endometriose é responsável pela ocorrência de cicatrizes dentro da cavidade abdominal, denominadas aderências, que podem levar à distorção da anatomia das trompas uterinas, imobilizando-as e, em alguns casos, bloquenado-as, conforme representado na figura 1.

A endometriose pode atingir os ovários prejudicando a ocorrência e a qualidade da ovulação.
A figura abaixo representa as principais localizações da endometriose.

localização mais comum da endometrioseO diagnóstico de endometriose deve ser sempre considerado quando estamos diante de um quadro de alterações das trompas que pode ser confirmado através do exame de ultrassom e dosagem sanguínea do CA-125. No entanto, o padrão ouro no diagnóstico e tratamento da endometriose é a videolaparoscopia, exame no qual é inserida uma câmera através da parede abdominal, que permite a visualização do útero e dos órgãos vizinhos – trompas, ovários, intestinos e bexiga.

Esse procedimento permite identificar as alterações causadas pela endometriose, bem como a presença de lesões escurecidas, aderências e cistos nos ovários preenchidos por uma secreção de coloração marrom, chamados cistos achocolatados.

 

IMPLANTES
Os implantes são segmentos de tubo micro-poroso de silicone, contendo em seu interior uma substância pura, que pode ser o estradiol, um progestínico ou a testosterona. É colocado na mulher, em região de subcutâneo pré-definida (ou intra-uterino), de acordo com o tipo de hormônio, dosagem e indicação terapêutica. O hormônio contido na cápsula vai sendo liberado gradualmente ao longo do tempo (seis meses, um ano, três anos ou cinco anos). A colocação é feita por médico em consultório, com a ajuda de um trocáter específico para tal. O procedimento não dura mais do que dez minutos. O tratamento com implantes hormonais apresenta muitas vantagens em relação aos outros métodos, tais como o fato de ter longa duração ao contrário da administração oral diária que acarreta muitas vezes o esquecimento e o abandono da terapia. Outra vantagem é a substância ser liberada diretamente na corrente sanguínea evitando o metabolismo de 1ª passagem no fígado eliminando assim efeitos indesejáveis característicos dos medicamentos a base de hormônio. Os Implantes podem ser utilizados nas mulheres nas mais diversas situações ,que vão desde um simples uso para uma contracepção segura e longa ou em outra situações como na reposição hormonal em mulheres menopausadas ou com diminuição da libido, como também para o tratamento de patologias como a endometriose, a miomatose, a TPM e a Hemorragia Uterina.

Conheça os tipos de implantes:

  • ELCOMETRINA (ST 1435)-ELMECO +
    Implante subcutâneo ,com efeito progestínico de 50 mg (derivado do 19 nor) introduzido sob a pele do bumbum.É um contraceptivo potente. Tem duração de seis meses. No primeiro Implante, 50% das pacientes apresentam amenorréia (não menstruam), no segundo aumenta para 90%, na troca para o terceiro, praticamente todas param de menstruar. Vantagens: diminui o inchaço a TPM e “controlam a endometriose” e o mioma.
  • GESTRINONA (300 MG)-ELMECO +
    Implante subcutâneo, mais potente que a elcometrina ,também aplicado no bumbum .É um contraceptivo potente.com duração de 1 ano. Dois meses depois, a grande maioria das mulheres não mais menstrua. Vantagens: trata a TPM, a hemorragia uterina, ”controla os miomas e a endometriose (inclusive adenomiose)”, combate a celulite, eleva um pouco a libido e contribui para o ganho de massa muscular (”massa magra”) ,principalmente nas mulheres que praticam esporte. Mulheres com oleosidade da pele e acne, podem exacerbar estes sinais.
  • TESTOSTERONA (40 MG)-ELMECO +
    É comum ser usado nas mulheres para aumentar a libido e a massa muscular, além de apresentar um leve efeito antidepressivo. Também representa um importante reforço na prevenção da osteopenia e osteoporose.Muito usado na pós menopausa , onde estes sintomas são bem evidentes .Dose ideal entre 80 e 120 mg . Pode também ser utilizado na reposição hormonal para homens ,com melhora da libido Aumenta também os niveis e a capacidade dos espermatozóides .
  • ESTRADIOL(50 MG)-ELMECO +
    Utilizado na reposição hormonal para mulheres com sintomas de hipoestrogenismo (diminuição do nível de estradiol) de qualquer natureza, principalmente na pós menopausa para o tratamento do fogacho , da pele seca ,para libido baixa e prevenção da osteoporose. Dose ideal entre 200 e 300 mg .
  • MIRENA (SIU)-SCHERING +
    É um endoceptivo, intra-uterino, que libera um hormônio, dentro do útero chamado levonorgestrel (20 mcg/24 horas), semelhante a progesterona produzida pela mulher.É um excelente contraceptivo,com duração de 5 anos,porem seu maior uso atualmente esta no tratamento da hemorragia uterina,no controle da endometriose e do mioma,sendo muito eficaz na proteção uterina de hiperplasia endometrial associado a terapia de reposição hormonal,para mulheres menopausadas.
  • IMPLANOM-MSD +
    Implante subcutâneo (bastonete flexível) introduzido sob a pele do braço, com duração de contracepção por 3 anos sendo altamente seguro. Logo no início, 20% das mulheres param de menstruar e 25% passam a fazê-lo a intervalos maiores. Continuando o uso, esses índices sobem para 40% e 35%, respectivamente. Vantagens: alivia a TPM, reduz as cólicas e a intensidade do fluxo nas que prosseguem menstruando. Desvantagens: pode haver ganho de peso(2 a 4 kg) e possibilidades de acne.

 
 

OBS: Conteúdo desenvolvido em colaboração com o Dr. Antônio Roberto Frascareli, www.clinicaeeg.com.br

 
Ainda tem duvida? Clique aqui e saiba mais.

Artigos Relacionados

fiv-fertilizacao-invitro
Fertilização “in vitro”

Atualmente a fertilização “in vitro” é o principal tratamento realizado nas clinicas de reprodução humana.

saiba mais +
banco_embrioes
O que são Banco de Embriões?

Este tratamento torna-se uma alternativa as pacientes apresentam uma baixa resposta às medicações.

saiba mais +