Obtenção de espermatozóides

Tratamento para engravidar

Alguns homens podem não apresentar espermatozoides no sêmen ejaculado, para tanto existes algumas técnicas de obtenção de espermatozóides.

TÉCNICAS DE OBTENÇÃO DE ESPERMATOZÓIDES

PESA

Aspiração percutânea de espermatozóide do epididímo, ou do inglês PESA (percutaneous epididymal sperm aspiration), é uma das técnicas de recuperação de espermatozóides que permite o acesso a espermatozóides móveis para ciclo reprodutivo imediato ou criopreservação. A chance de obtenção de espermatozóides varia muito, mas em cerca de 91% dos casos há sucesso. Essa chance pode diminuir se houver cisto no epidídimo ou outras condições, como agenesia congênita de deferentes.
Basicamente utilizamos uma agulha fina para puncionar o epidídimo e aspirar o fluido deste órgão. O paciente permanece sedado e o urologista aplica a agulha diretamente na pele do escroto, penetrando até o epididímo. O fluido é então analisado para verificar se há espermatozóides. Caso não haja, pode ser necessário mais de uma punção.
Esta é a técnica mais utilizada para obtenção de espermatozoides em homens com vasectomia ou azoospermia por obstrução dos ductos deferentes.
PESA- técnica de obtenção de espermatozóides

TESA

Aspiração de espermatozóides testiculares, do inglês TESA (testicular spem extraction), obtém espermatozóides diretamente dos testículos. Indicado para ciclos reprodutivos imediatos em pacientes com obstrução da passagem dos espermatozóides (por exemplo após vasectomia).
O acesso é o mesmo do PESA: no paciente anestesiado perfuramos a pele do escroto para atingir o testículo. Analisa-se o fluido testicular para verificar se há espermatozóides.
A desvantagem do TESA em relação ao PESA é que os espermatozóides são obtidos do testículo, e por isso o resultado do ciclo reprodutivo tende a ser pior. Assim, esse procedimento não é feito de rotina, sendo reservado para situações muito específicas em que os epidídimos não são facilmente acessíveis ou são vazios.
TESA- técnica de obtenção de espermatozóides

MESA

Aspiração microcirúrgica de espermatozóide do epidídimo, ou do inglês MESA (microsurgical epdidymal sperm aspiration) também é uma das técnicas de recuperação de espermatozóides que permite o acesso a espermatozóides móveis para ciclo reprodutivo imediato ou criopreservação. Mas aqui usamos o microscópio!
Resumidamente, uma vez o paciente antestesiado, através de uma incisão (corte) no escroto expomos o epididímo e o testículo e, com microscópio, escolhemos os melhores túbulos do epididímo para coleta do material. Neste momento o fluido é examinado para verificar se há espermatozóide móveis.
O procedimento deve ser feito em hospital por causa do microscópio. Dura cerca de 1 hora e o paciente costuma receber alta hospitalar no mesmo dia.

TESE E MICROTESE

Extração testicular de espermatozóides, do inglês TESE (testicular sperm extraction), é uma forma de se obter espermatozóides diretamente dos testículos. Se a dissecção testicular for feita com auxílio do microscópio, é conhecida em inglês como micro-TESE (microdissection testicular sperm extraction). Estão indicadas para ciclos reprodutivos imediatos.
De forma simples, o paciente deve estar anestesiado. À seguir expõe-se o testículo através de uma incisão no escroto. Abre-se o testículo para avaliação dos melhores túbulos para coleta de material. O uso do microscópio melhora a visualização (micro-TESE). O fluido é então analisado para verificar a presença de espermatozóides.
O procedimento deve ser feito em hospital por causa do microscópio. Dura cerca de 1 hora e o paciente costuma receber alta hospitalar algumas horas depois.
É o procedimento mais promissor para obtenção de espermatozóides, mas deve ser indicado para condições clínicas específicas. Normalmente se opta opor este procedimento em homens com azoospermia cuja causa não seja obstrução dos ductos deferentes.
Micro TESE- técnica de obtenção de espermatozóides
Ainda tem duvida? Clique aqui e saiba mais.

Artigos Relacionados

fator-masculino
Conheça os fatores de infertilidade masculina

Aproximadamente 40% dos casais inférteis tem sua causa em fatores masculinos.

saiba mais +
iStock_000023047524Small
Fiz vasectomia. Posso ter filho?

Sim, é possivel engravidar mesmo tendo feito vasectomia. Para isso existem algumas possibilidades. Saiba quais são.

saiba mais +