Doação de óvulos

Tratamento para engravidar

Para os casos em que há indicação de doação de óvulos como, por exemplo, nos casos de menopausa precoce, a Vivitá disponibiliza um Programa de Ovodoação muito bem estruturado.

Para os casos em que há indicação de doação de óvulos como, por exemplo, nos casos de menopausa precoce, a Vivitá disponibiliza um Programa de Ovodoação muito bem estruturado.

A Doação de Óvulos é o tratamento indicado para mulheres que, por algum motivo, não possuem óvulos de boa qualidade ou tenham perdido a capacidade de gerar novos óvulos, como por exemplo, nos casos de menopausa precoce e idade mais avançada.

Algumas informações sobre como funciona a Ovodoação ou doação de óvulos:

  • Quem são as potenciais doadoras de óvulos?

    Na Vivitá – Clínica de Reprodução Humana, os critérios para que uma mulher possa ser doadora de óvulos são os seguintes:
    • Ter menos de 32 anos de idade;
    • Ter boa função ovariana, comprovada por exame de ultra-som e dosagens hormonais
    • Ter todas as sorologias (HIV, Hepatite B, Hepatite C, Sífilis, HTLV) negativas
    • Ter cariótipo (exame genético) normal

    Estes aspectos nos dão as maiores chances de boa qualidade dos óvulos e, portanto, as maiores chances de gravidez tanto na doadora quanto nas receptoras dos óvulos.

  • Como é o processo para se doar óvulos?

    As mulheres que querem ser doadoras de óvulos em nossa clínica passam por consulta médica completa e devem preencher um questionário que engloba suas principais características físicas, familiares e psicológicas, além de um completo histórico de doenças pregressas. Além disso, todas elas serão submetidas a exames hormonais, sorologias e triagem sanguínea para garantir a segurança biológica de todo o processo.

    Em seguida, após a sincronização dos ciclos menstruais da possível doadora e receptora, as doadoras de óvulos são submetidas à mesma indução de ovulação que é feita nos casos de fertilização “in vitro” e, após o crescimento adequado, esses óvulos são coletados e fertilizados pelo sêmen do marido da receptora. Quando a doadora também estiver em tratamento, metade de seus óvulos serão fertilizados pelo sêmen de seu marido e metade pelo sêmen do marido da receptora. Durante todo esse processo utilizaremos algumas medicações hormonais para preparar o útero das receptoras para o recebimento dos embriões gerados no tratamento.

    Uma das dificuldades neste tipo de tratamento é a disponibilidade de doadoras. Porém, a resolução do Conselho Federal de Medicina sobre o tema, publicada no diário oficial no dia 09/05/2013, ajuda a solucionar este problema. Agora é expressamente autorizada o que chamamos de doação compartilhada dos óvulos, em que doadora e receptora, participando como portadoras de problemas de reprodução, compartilham tanto do material biológico quanto dos custos financeiros que envolvem o procedimento de reprodução assistida. Ou seja, a doação de óvulos continua sendo anônima, porém, agora as receptoras dos óvulos podem, de forma oficial, arcar com parte dos custos do tratamento das doadoras. Sem dúvida isso é um avanço, pois permite algo que a Vivitá – Clínica de Reprodução Humana valoriza muito, que é a ajuda mútua entre as pessoas. Agora, mulheres jovens (na nossa clínica, com menos de 32 anos de idade) e que precisam fazer um tratamento de fertilização “in vitro” para engravidar mas que não tem condições financeiras para tal, podem realizar seu sonho de ser mãe, já que podem doar parte de seus óvulos e ter assim  seu tratamento possibilitado do ponto de vista financeiro. Além disso, e não menos importante, um outro casal que só pode ter seu filho se houver a disponibilidade de uma doadora de óvulos, terá sua tão esperada chance de formar uma família obviamente facilitada. Na verdade, em nossa opinião, isto só traz o bem para todos, nosso grande objetivo.

Nota: por se tratar de fatores biológicos, físicos e individuais de cada paciente, a realização do tratamento não é garantia de gravidez.
Ainda tem duvida? Clique aqui e saiba mais.

Artigos Relacionados

fator-ovulatorio
Conheça as dificuldades ovulatórias mais comuns

As dificuldades ovulatórias geralmente ocorrem por distúrbios hormonais que impedem os ovários de liberarem os óvulos.

saiba mais +
doacao-de-ovolus
Programa de Doação de Óvulos

Conheça nosso programa de doação de óvulos e saiba como isso pode ajudar no seu tratamento.

saiba mais +